Um espaço para reinventar Portugal como nação de todo o Mundo, que estabeleça pontes, mediações e diálogos entre todos os povos, culturas e civilizações e promova os valores mais universalistas, conforme o símbolo da Esfera Armilar. Há que visar o melhor possível para todos, uma cultura da paz, da compreensão e da fraternidade à escala planetária, orientada não só para o bem da espécie humana, mas também para a preservação da natureza e o bem-estar de todas as formas de vida sencientes.

"Nós, Portugal, o poder ser"

- Fernando Pessoa, Mensagem.

A UNIVERSIDADE IDEAL

"A universidade ideal não teria formalizado sistemas de créditos nem disciplinas obrigatórias. Seria uma espécie de retiro educacional onde as pessoas poderiam explorar várias disciplinas, descobrir quem são, os seus verdadeiros interesses, e apreciar o prazer de aprender e a preciosidade da vida." Abraham Maslow

4 comentários:

Cléo disse...

Sim... isto seria o ideal!
.... quem sabe um dia seja real...

Paulo Borges disse...

Foi isto que Agostinho da Silva pensou e colocou em prática em várias universidades e centros de estudos que fundou. Valia a pena tentar criar em Portugal uma escola com este espírito.

Dulce Alves disse...

Paulo, que foi feito destas universidades e centros de estudo?

Paulo Borges disse...

Cara Dulce, seguiram o seu caminho e são hoje algumas das maiores do Brasil, como a de Brasília, onde Agostinho deixou continuadores do seu espírito, como pude constatar quando fui lá, em 2006, abrir a Cátedra Agostinho da Silva. Agora o problema é que Agostinhos da Silva há poucos e as Universidades fazem-se com muitos professores, de todos os tipos...

Enviar um comentário

A UNIVERSIDADE IDEAL

"A universidade ideal não teria formalizado sistemas de créditos nem disciplinas obrigatórias. Seria uma espécie de retiro educacional onde as pessoas poderiam explorar várias disciplinas, descobrir quem são, os seus verdadeiros interesses, e apreciar o prazer de aprender e a preciosidade da vida." Abraham Maslow

4 comentários:

Cléo disse...

Sim... isto seria o ideal!
.... quem sabe um dia seja real...

Paulo Borges disse...

Foi isto que Agostinho da Silva pensou e colocou em prática em várias universidades e centros de estudos que fundou. Valia a pena tentar criar em Portugal uma escola com este espírito.

Dulce Alves disse...

Paulo, que foi feito destas universidades e centros de estudo?

Paulo Borges disse...

Cara Dulce, seguiram o seu caminho e são hoje algumas das maiores do Brasil, como a de Brasília, onde Agostinho deixou continuadores do seu espírito, como pude constatar quando fui lá, em 2006, abrir a Cátedra Agostinho da Silva. Agora o problema é que Agostinhos da Silva há poucos e as Universidades fazem-se com muitos professores, de todos os tipos...

Enviar um comentário