Um espaço para reinventar Portugal como nação de todo o Mundo, que estabeleça pontes, mediações e diálogos entre todos os povos, culturas e civilizações e promova os valores mais universalistas, conforme o símbolo da Esfera Armilar. Há que visar o melhor possível para todos, uma cultura da paz, da compreensão e da fraternidade à escala planetária, orientada não só para o bem da espécie humana, mas também para a preservação da natureza e o bem-estar de todas as formas de vida sencientes.

"Nós, Portugal, o poder ser"

- Fernando Pessoa, Mensagem.

Constituição e antropocentrismo

O artigo 1º da Constituição diz que "Portugal é uma República soberana, baseada na dignidade da pessoa humana e na vontade popular e empenhada na construção de uma sociedade livre, justa e solidária". Há que ampliar o sentido desta justiça e solidariedade para além do antropocentrismo, abrangendo o interesse de todos os seres sencientes na vida e no bem-estar. Existirá "dignidade da pessoa humana" quando esse interesse é ignorado e lesado?

1 comentários:

David Amaral disse...

Se me permitem, num tom um pouco irritante, pergunto-me agora em nome da várias gerações o que a constituição no seu sentido real?

Isto é :no sentido de responsabilização da classe política perante várias gerações? Ideias sempre por realizar, sem um prazo definido, fundamento de todo um sistema de leis?
Vejamos, o que é um direito:
direito a habitação
participação política directa
referendo sobre a União Europeia, por exemplo
?

Enviar um comentário

Constituição e antropocentrismo

O artigo 1º da Constituição diz que "Portugal é uma República soberana, baseada na dignidade da pessoa humana e na vontade popular e empenhada na construção de uma sociedade livre, justa e solidária". Há que ampliar o sentido desta justiça e solidariedade para além do antropocentrismo, abrangendo o interesse de todos os seres sencientes na vida e no bem-estar. Existirá "dignidade da pessoa humana" quando esse interesse é ignorado e lesado?

1 comentários:

David Amaral disse...

Se me permitem, num tom um pouco irritante, pergunto-me agora em nome da várias gerações o que a constituição no seu sentido real?

Isto é :no sentido de responsabilização da classe política perante várias gerações? Ideias sempre por realizar, sem um prazo definido, fundamento de todo um sistema de leis?
Vejamos, o que é um direito:
direito a habitação
participação política directa
referendo sobre a União Europeia, por exemplo
?

Enviar um comentário